Blog

Este é o espaço que uso para expressar minhas opiniões, ou seja, aqui sempre falarei em primeira pessoa, pois sempre serei eu quem estarei escrevendo. Esteja à vontade para comentar e debater sobre os assuntos aqui levantados.

As Coisas que só aqui no Brasil acontecem

Caros amigos,

 

Primeiramente, dizer que estou bem sumido daqui e de tudo, já que estou trabalhando demais, e morando agora em Nova Iguaçu, novamente, o tempo é menor para cuidar de coisas que gosto, mas que tomam algum tempo para fazer com alguma qualidade.

Além do mais, questões pessoais tem me consumido tempo importante e impedindo o desenvolvimento de coisas novas, como tal, os textos daqui!

Já São 10 Anos de História

10 anos de fundação, 10, 10, dez anos! Naquela fatídica madrugada, quando eu precisava dormir para jogar no dia seguinte, mantive-me firme em busca de um ideal: retomar o esporte para cegos no Brasil. Não era refazer, pois o esporte já existia; era reorganizar, devolver a autonomia de nossos atletas, equipes, técnicos. Era recolocar as pessoas cegas e o movimento paradesportivo como protagonista, fora das quadras também, e novamente.

9 Anos Depois, eu retorno a um Brasileiro

Chegou o brasileirão, meus amigos. 12 equipes se encontram em São Paulo para tentar ser campeã; todas elas querem, mas uma única conseguirá. Mais ou menos com este script se inicia cada campeonato: pessoas ou equipes reúnem-se em torno de algo, lugar ou objetivo, todos querem o título, mesmo que lá no fundo, o conhecimento sobre suas capacidades lhe orientam a objetivarem modestos degraus.

GOALBALL, O ESPORTE QUE NOS DÁ ALEGRIAS ETERNAS!

Olá amigos,

 

Edito este post logo após as semi-finais do mundial de goalball que está acontecendo em Malmo, na Suécia. Logo após um jogo magnífico entre Brasil e Turquia, no feminino e sensacional Brasil e Lituânia, no masculino. E, independente dos resultados, que já conto, está claro que o Brasil é sim o país do goalball.

 

UM ANO ATRÁS, A GRANDE FESTA COMEÇAVA!

Caros amigos,

 

Eu, neste dia 07 de setembro, um ano atrás, comemorava o dia de maior felicidade de minha vida esportiva, afinal, era o dia da cerimônia de abertura dos Jogos paralímpicos do rio de Janeiro. Sim, aquele dia foi maior que as conquistas douradas que tive, foi maior que momentos memoráveis que passei. Era a realização de um sonho: o sonho de ter os jogos em meu país, em minha cidade, em meu estado! Era o sonho dos jogos que deixariam o legado paralímpico que tanto esperávamos: o do reconhecimento.

O CT PARALÍMPICO: ALEGRIAS E PREOCUPAÇÕES

Caros amigos, em especial, aos companheiros paralímpicos,

 

Foi uma alegria imensa acompanhar, mesmo de longe, a abertura do edital de chamamento para a gestão do Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro, feito ontem, durante a abertura dos Jogos Universitários, no próprio CT. Esperamos tanto por isso, eu, inclusive, na época, enquanto presidente da CBDV, e ontem, enfim, saiu!

Páginas

Subscrever Blog